Connect with us

Alexandre Nero questiona críticas a beijo gay: ‘Em que máquina do tempo eu entrei?’

Notícias

Alexandre Nero questiona críticas a beijo gay: ‘Em que máquina do tempo eu entrei?’

O ator Alexandre Nero

Alexandre Nero, 49 anos, estreia nesta terça-feira (8) a segunda temporada de Filhos da Pátria, série da Globo em que fala sobre as inconsistências políticas e sociais na era Vargas (1930-1945). Apesar da distância temporal, para o ator, o cenário é semelhante ao de 2019.

Em entrevista à Folha de S.Paulo, Nero critica posturas conservadoras que persistem desde aquela época, principalmente em questões relacionadas ao machismo e à homofobia.

— Achei que a gente tinha evoluído. Esse foi o grande susto: quando essas pessoas, de uns quatro anos para cá, saíram do armário, ou do esgoto, e vi que eram numerosas e que inclusive elegeram pessoas.

O ator afirma que acreditava que ideologias assim não existissem mais, e que o cenário atual é assunto para um estudo antropológico, uma vez que parecia já ter sido superado.

— Não achei que fazer uma peça com nudez ou ter um beijo gay na televisão fosse ter essa reação. Achei que a gente tinha que discutir sobre casar com liquidificador ou não, e não sobre dois homens se casando. Onde a gente está? Em que máquina do tempo eu entrei?

Se por um lado o ator enxerga a distância ideológica entre ele e as pessoas que considera conservadoras, por outro, ele diz que é preciso estar atento ao ressurgimento do pensamento retrógrado em massas:

— Os estúpidos são perigosos. E os estúpidos que se acham inteligentes, são mais ainda. Temos vários exemplos aí, na política brasileira. Eles colocam a vida das pessoas em risco.

Fonte: Folhadesp

Continue Reading
Comments

More in Notícias

Facebook

Populares

Tags

To Top