Siga-nos

A pedido de Marco Feliciano, Paulo Borrachinha se pronuncia e coloca à disposição para ‘dar surra’ em Transexual

Notícias

A pedido de Marco Feliciano, Paulo Borrachinha se pronuncia e coloca à disposição para ‘dar surra’ em Transexual

Borrachinha

A pedido do pastor e deputado federal Marco Feliciano, o lutador do UFC Paulo Henrique Costa se pronunciou sobre a participação do ex-militar e caminhoneiro Fallon Fox em lutas femininas de MMA como transexual.

“Ele nasceu homem e é homem, apesar de se denominar transex”, disse o atleta em vídeo publicado em seu perfil no facebook e que já contava com mais de setenta e três mil acessos enquanto esta nota era escrita.

“Ele tem feito uma covardia absurda, não só ele como os promotores desse evento que aceitaram esse tipo de absurdo. Ele tem simplesmente aniquilado com as que meninas que tem lutado contra ele, ele tem massacrado, colocado a integridade física delas em risco”, continuou ‘Borrachinha’.

“Bom, eu não quero aqui entrar no mérito da escolha dele, de ser transex ou não, homossexual ou não, isso não importa. O que importa aqui é um homem lutando contra mulheres como se fosse uma e isso é um absurdo que não pode ser aceitado.”

“Não é porque uma pessoa se autodenomina transex, ou que faça uma cirurgia de mudança de sexo, que ela vai mudar a estrutura física dela do dia pra noite. A complexidade física, óssea, muscular e nevrálgica de um homem é totalmente diferente da estrutura de uma mulher. O que ele tem feito é um massacre, e então eu estou aqui para alertar e pedir atenção das autoridades políticas do nosso país, deputados e senadores, que possam formular um projeto de lei para coibir que situações desastrosas como essa possam acontecer aqui no Brasil.”

“Quero chamar principalmente os deputados e deputadas que dizem defender o direito das mulheres”, continuou. “Devemos estudar formas de fazer projetos de lei e depois leis que visam coibir esse tipo de coisa. Isso é um massacre, isso é inaceitável.”

Paulo explicou que o motivo do vídeo não era ataque a gays ou qualquer grupo específico e que se tratava de um pedido de proteção às mulheres praticantes de MMA ou de outros esportes de contato, e se ofereceu para enfrentar o transexual.

“Eu adoraria que esse Fallon Fox lutasse contra um lutador homem, um lutador preparado para dar uma surra nele. Inclusive, eu me coloco à disposição, eu lutaria com ele de graça, em qualquer lugar, só pra dar uma surra nesse cara. Não precisaria nem de muito tempo, alguns minutinhos”, concluiu o vídeo de repúdio com agradecimento a Feliciano pelo envio do vídeo solicitando a sua opinião.

Fonte: OGlobo

 

Não sei nem por onde começar………

Um sujeito que se intitula Pastor, que deveria ser elevado espiritualmente, pedindo para Lutador se pronunciar sobre a Lutadora Transex (certamente deve estar necessitando de Marketing para as próximas eleições, já que Brasil tá em crise e não tem tantas empresas pra fazerem doações…)

E um Lutador que aceita prestar um papel desses….

Não pensa que talvez em algum futuro poderia surgir Campanhas Publicitárias? Que algo do tipo poderia queimar a imagem dele? Compensa se queimar por causa de um pedido de um Pastorzinho?

Quem deve decidir se Trans luta com Mulher, Trans ou Homem é Conselhos/Organizações, não um Lutador e o Pastorzinho.

“Quem aqui vai fazer o que?

Já organizando e chamando as Colegas!”

 

Comentários

Mais sobre Notícias

UA-92644359-1
Topo