Siga-nos

Ator acusa Diretor Italiano de assédio e abuso sexual!

Notícias

Ator acusa Diretor Italiano de assédio e abuso sexual!

Johnathon Schaech, que ficou conhecido por atuar em The Wonders – O Sonho Não Acabou, revelou para a People que foi assediado e abusado sexualmente quando tinha 22 anos pelo diretor italiano Franco Zeffirelli, que o escalou para o Sparrow em 1992.

Conhecido por dirigir filmes como La Traviata, O Campeão, Hamlet e Romeu e Julieta, pelo qual foi nomeado ao Oscar de de Melhor Diretor em 1969, Zeffirelli teria abusado durante as filmagens do filme de Schaech, que manteve o segredo por 25 anos. Pippo, filho do diretor que agora tem 94 anos, disse que as acusações “não são válidas”.

Schaech relembrou o assédio sexual. “Eu estava em Los Angeles há uns três anos fazendo alguns trabalhos como modelo e estudando atuação quando consegui uma audição para um filme de Franco Zeffirelli. Ele era um incônico por ter feito Hamlet com Mel Gibson, O Campeão com Jon Voight, A Megera Domada com Elizabeth Taylor… Então, você pode imaginar que grande oportunidade aquilo foi para mim. Eu não tinha um agente na época. Depois de seis audições, eles me fizeram ir para a Itália no estúdio Cinecitta e eu ganhei o papel. Me mandaram para a Inglaterra para estudar um dialeto inglês na Royal Academy of Dramatic Arts e foi brutal. Eu não sabia que eu tinha dislexia e era tudo muito complicado para mim, o que me fez ficar vulnerável”, explicou.

Johnathon Schaech in Sparrow

“Franco tinha que viajar para lá para acompanhar meu progresso e quase que imediatamente ele começou a tentar me seduzir com palavras. Ele me dizia o quão maravilhoso e bonito eu era… Senti que não estava seguro. Meu instinto era ficar longe dele…Em Roma, ele tentou me levar para o Vaticano e me levou para lugares que ninguém poderia ir. Fomos para lugares maravilhosos na Itália. Me senti abençoado, mas quando Franco bebia, ele bebia muito e se tornava agressiva e abusiva. Ao mesmo tempo, Franco se tornou abusivo verbalmente. Ele dizia que eu não podia atuar, não podia fazer qualquer coisa certa, não conseguia falar direito…”

O ator também contou sobre um dia em que foi visitado em seu quarto de hotel pelo diretor. “Uma noite, em um hotel na Sicília e ele me disse que estava indo para o meu quarto. Estava na cama dormindo e ele entrou no quarto e eu acordei com ele sobre mim. Disse ‘não’, mas ele respondeu, ‘Nós vamos ter que fazer’. Lembro do seu bafo de uísque. Ele abusou de mim na minha camaColocou suas mãos em lugares que eu nem poderia imaginar e fez coisas comigo das quais não tenho orgulho. Mas não foi minha cupla. Ele tentou fazer sexo oral em mim. Eu disse: ‘Por favor não, meu Deus. Estou ok!’. Ele não fez nada. Me lembro de estar deitado na cama. Parecia que tinha passado quatro horas, mas provavelmente foram 30 segundos.”

O abusou sexual deixou um trauma no ator, além de ter lhe rendido vícios. “Quando Franco percebeu que não ia conseguir o que queria, ele foi embora. Nunca mais tentou me tocar. Disse para ele não se aproximar mais de mim. Ele nunca disse nada sobre isso. O predador que passa dos limites acha que tudo está ok. Depois disso me senti acabado. Meu mundo todo estava errado. Não sabia como lidar com aquele momento. Não sabia o motivo daquilo ter acontecido e o que fazer. Foi traumático. Me calei por 25 anos. Isso me causou problemas sérios com álcool e com drogas, além de vícios sexuais, me deixou confuso por muitos anos. Carreguei essa vergonha sozinho. Me automediquei para para não me sentir tão mal e poder lidar com a minha baixa autoestima”, conta.

“Isso me causou problemas sérios com álcool e com drogas, além de vícios sexuais, me deixou confuso por muitos anos. Carreguei essa vergonha sozinho. Me automediquei para para não me sentir tão mal e poder lidar com a minha baixa autoestima.”

Atualmente com 48 anos, Schaech é casado com Julie Solomon com quem tem um menino, Camden. Antes dela, ele se relacionou com Jana Kramer e Christina Applegate.

Fonte: Quem

Comentários

Mais sobre Notícias

UA-92644359-1
Topo